Mapa do Site

Dedos curtos: Braquidactilia, Simbraquidactilia, Síndrome da Brida Amniótica.

Simbraquidactilia

A simbraquidactilia é uma das malformações da mão mais frequentes. Apresenta dedos curtos (braqui-) que podem estar unidos entre si (sin- de sindactilia).

A gravidade é muito variável: desde dedos curtos que podem estar unidos (sindactilia) até mesmo à ausência total dos dedos (Figura 10 e 11 ).
 

CMI

Figura 10. Simbraquidactilia leve. Dedos indicador e médio mais curtos e com sindactilia.

 

CMI

Figura 11. Simbraquidactilia mais severa. Ausência dos dedos indicador e médio. Os dedos anelar e mindinho são mais curtos e apresentam sindactilia.

 

Não se associa a problemas sistémicos, nem é hereditária.

Temos que explorar o peito pois pode estar associado a uma ausência de parte do peitoral maior (Síndrome de Poland Fig 12). Podemos melhorar a estética transferindo outro músculo, melhorando o contorno do tórax.

CMI

Figura 12. Síndrome de Poland. A simbraquidactilia pode associar-se à ausência do peitoral maior criando uma deformidade na zona torácica.

O tratamento depende do grau de ausência dos dedos. As crianças que têm um polegar competente e presença de algum dedo, em geral, não requerem tratamento porque desenvolvem uma pinça digital com o tempo. As formas mais graves podem ser tributarias de transferências de dedos do pé para a mão, por forma a criar uma pinça digital.

 

Braquidactilia

Na braquidactilia os dedos são mais curtos porém não estão unidos entre eles (sindactilia), estão formados completamente e apresentam mobilidade correcta. (Figura 13) Geralmente acompanha outros síndromes.

 CMI 

Figura 13. Braquidactilia severa. Neste caso o paciente requere reconstrução para melhorar a função da mão.

 

Síndrome Brida Amniótica

(Ver secção de amputações/ Síndrome Brida Amniótica)
Neste síndrome frequentemente existem dedos curtos por amputação que se produzem dentro do útero. É ainda frequente que existam sindactilias (dedos unidos) e constricções nos dedos (Figura 14 e 15).

CMI

Figura 14. Mão com deformidades secundarias ao síndrome da brida amniótica. Dedos amputados, com constricções e com sindactilia.

 

CMI

Figura 15. Brida ou constricção severa do dedo indicador com risco fluxo sanguíneo que requere Z plastia preferencial.

 

A estratégia de tratamento É similar à da simbraquidactilia (transferência de dedos do pé se não existe um polegar e outro dedo para fazer pinça digital). As constricções podem libertar-se mediante de Z-plastias (sucessão de cortes na pele para aumentar o diâmetro). Estas serão urgentes se existir compromisso de fluxo sanguíneo do dedo (Figura 16).

CMI

Figura 16. Resultado da Z plastia do indicador com recuperação da irrigação do dedo
A paralisia braquial obstétrica - Displasia do ombro
Causas, mecanismos e lesões na PBO
Risco de PBO. Provas necessárias
Tratamento da PBO (Cirurgia, Fisioterapia)
Problemas de ombro de uma criança com PBO
Prevenção e Risco de CRIO e DGU
Diagnóstico e tratamento da Displasia do Ombro
Que profissional necessita o meu bebé?
Experiencia do Dr. Soldado
Malformações
Polgar curto ou ausente: hipoplasia do polegar
Pulso desviado: Mão bota radial e cubital
Dedos curtos: Braquidactilia, Simbraquidactilia, Síndrome da Brida Amniótica.
Menos dedos: Mão dividida e mão bota cubital
Dedos ou polegar extra: Polidactilia
Dedos unidos ou Sindactilia
Paralisia cerebral - Hemiparesia espástica
Definição, generalidades e avaliação de paralisia cerebral
Problemas no membro superior de crianças com hemiparesia espática
Tratamento não cirúrgico da hemiparesia espástica
O membro superior na paralisia cerebral com tetraparesia espástica
Tratamento cirúrgico da hemiparesia espástica
Microcirurgia
Microcirurgía vascular pediátrica: generalidades
Reconstrução de perdas ósseas I: Transferência de perónio vascularizado
Reconstrução de perdas ósseas II: Transferência de periósteo de perónio vascularizado
Não-união ou pseudo-artrose recalcitrante de osso
Revascularização de osso (osteonecrose, necrose asséptica)
Reconstrução de articulações. Transferência de epífises e cartilagem de crescimento vascularizada do perónio
Reimplantes e revascularizações
Transferência de músculo funcional (vascularizado e inervado)
Cobertura de perdas de pele
Fracturas - Feridas
Generalidades das fracturas
Fracturas típicas do osso na criança
Tratamento das fracturas na criança: generalidades
Classificação e tratamento das fracturas na placa de crescimento
Fracturas da cintura escapular, ombro e braço da criança
Fracturas do cotovelo da criança
Fracturas do antebraço e punho da criança
Fracturas da mão da criança
Feridas do membro superior da criança
Francisco Soldado
Vídeos Doutor Francisco Soldado
CV
Publicações
Apoio à Pesquisa
Casos conhecidos como o seu
Cooperación internacional: Misiones quirúrgicas
© 2001-2019 Francisco Soldado.Política de PrivacidadeAviso LegalPolítica da Qualidade Website by