Mapa do Site

Reimplantes e revascularizações

Quando uma parte de um membro é amputado ou os seus vasos sanguíneos são interrompidos é preciso restaurar a vascularização mediante do reimplante ou revascularização, respectivamente.



Nas crianças, em oposição aos adultos, a maioria dos segmentos amputados ou desvascularizados têm indicação para reimplantar porque as probabilidades de um bom resultado são maiores.



Nas amputações dos dedos as indicações de reimplantar são quando afectam o polegar, múltiplos dedos ou um único dedo com lesão distal à articulação interfalángica distal (Fig. 12A-E , Fig. 13A-B).



Nas amputações mais proximais, de mão ou pé para a raiz da extremidade, se as condições dos tecidos o permitirem, o reimplante está indicado. Os resultados do reimplante serão melhores que os do uso de uma próteses após amputação.

 

CMI

Figura 12A. Segmento amputado do dedo indicador por um mecanismo avulsão/degloving devido ao uso de anel (ring finger) numa criança de 12 anos.

 

CMI

Figura 12B. Situação do dedo indicador após degloving.

 

CMI

Figura 12C. Após o reimplante, com reparação microcirúrgica dos vasos e nervos, o segmento reimplantado recupera a coloração rosada, traduzindo a revascularização. O tendão flexor profundo não pode ser reparado pela complexidade da lesão.

 

CMI

Figura 12D. Vários anos depois do reimplante.

 

CMI

Figura 12E. Vários anos depois do reimplante. Apesar de não existir flexão da interfalângica distal, a articulação interfalângica proximal permite uma função completamente normal.

 

CMI

Figura 13A. Criança de 10 meses com aprisionamento do dedo médio. Observa-se uma queda do mesmo (perda de cascada digital) sugerindo una secção dos tendões flexores. Além disso, o dedo perdeu a coloração rosada sugerindo uma secção dos vasos sanguíneos. Precisa de uma revascularização do dedo e reparação dos tendões.

 

CMI

Figura 13B. Ponta do dedo imediatamente após revascularização. A conexão dos vasos, de 0.3mm permitiu recuperar a coloração rosada.

A paralisia braquial obstétrica - Displasia do ombro
Causas, mecanismos e lesões na PBO
Risco de PBO. Provas necessárias
Tratamento da PBO (Cirurgia, Fisioterapia)
Problemas de ombro de uma criança com PBO
Prevenção e Risco de CRIO e DGU
Diagnóstico e tratamento da Displasia do Ombro
Que profissional necessita o meu bebé?
Experiencia do Dr. Soldado
Malformações
Polgar curto ou ausente: hipoplasia do polegar
Pulso desviado: Mão bota radial e cubital
Dedos curtos: Braquidactilia, Simbraquidactilia, Síndrome da Brida Amniótica.
Menos dedos: Mão dividida e mão bota cubital
Dedos ou polegar extra: Polidactilia
Dedos unidos ou Sindactilia
Paralisia cerebral - Hemiparesia espástica
Definição, generalidades e avaliação de paralisia cerebral
Problemas no membro superior de crianças com hemiparesia espática
Tratamento não cirúrgico da hemiparesia espástica
O membro superior na paralisia cerebral com tetraparesia espástica
Tratamento cirúrgico da hemiparesia espástica
Microcirurgia
Microcirurgía vascular pediátrica: generalidades
Reconstrução de perdas ósseas I: Transferência de perónio vascularizado
Reconstrução de perdas ósseas II: Transferência de periósteo de perónio vascularizado
Não-união ou pseudo-artrose recalcitrante de osso
Revascularização de osso (osteonecrose, necrose asséptica)
Reconstrução de articulações. Transferência de epífises e cartilagem de crescimento vascularizada do perónio
Reimplantes e revascularizações
Transferência de músculo funcional (vascularizado e inervado)
Cobertura de perdas de pele
Fracturas - Feridas
Generalidades das fracturas
Fracturas típicas do osso na criança
Tratamento das fracturas na criança: generalidades
Classificação e tratamento das fracturas na placa de crescimento
Fracturas da cintura escapular, ombro e braço da criança
Fracturas do cotovelo da criança
Fracturas do antebraço e punho da criança
Fracturas da mão da criança
Feridas do membro superior da criança
Francisco Soldado
Vídeos Doutor Francisco Soldado
CV
Publicações
Apoio à Pesquisa
Casos conhecidos como o seu
Cooperación internacional: Misiones quirúrgicas
© 2001-2019 Francisco Soldado.Política de PrivacidadeAviso LegalPolítica da Qualidade Website by