Mapa do Site

Revascularização de osso (osteonecrose, necrose asséptica)

A osteonecrose ou necrose asséptica consiste no infarto do osso. É mais frequente nas epífises porque têm pior vascularização. Frequentemente deve-se ao tratamento crónico com corticoides (em doenças reumáticas ou oncológicas). As localizações mais frequentes são a anca, o astrágalo e os côndilos femorais (Fig. 9A-B ).



O perónio vascularizado é uma técnica ideal no tratamento da osteonecrose da cabeça femoral para evitar a progressão do afundamento da cabeça, a artrose da anca e uma eventual prótese da anca. O perónio vascularizado permite o aporte de sangue à cabeça femoral e a revitalização-revascularização da mesma. Estudos mediante medicina nuclear do Dr Soldado demostram este fenómeno (Fig. 9 C-D). Com este tratamento evitaremos a colocação de uma próteses da anca em idades precoces.

CMI

Figura 9A. A radiografia mostra uma alteração do sinal na cabeça femoral esquerda e um inicio de afundamento da mesma. É um paciente de 15 anos que toma corticoides como tratamento de um problema reumático.

 

CMI

Figura 9B. A RM mostra a área de necrose da cabeça femoral. Sem tratamento, a cabeça progredirá, deformando-se, aparecerá uma artrose precoce que requererá uma prótese.

 

CMI

Figura 9C. Enxerto de perónio vascularizado prévio à implantação. Está a adequar-se o comprimento necessário e aproveitar-se o periósteo para aumentar o aporte de células mãe mesenquimais.

 

CMI

Figura 9D. Radiografia mostrando a colocação do enxerto de perónio vascularizado dentro da cabeça femoral através de um túnel cervical para levar sangue à zona onde existia a osteonecrose, agora ocupada por enxerto de crista ilíaca.

 

CMI

Figura 9E. O estudo mediante SPECT TC mostra uma grande atividade na cabeça femoral. Isto significa uma grande vascularização da mesma devido ao tratamento com um perónio vascularizado.

 

Além disso, o Dr Soldado descreveu o uso de periósteo vascularizado em locais do pé e do punho, com bons resultados, na revascularização de osteonecrose de astrágalo e de escafoide (Doença de Preiser) (Fig. 10).

CMI

Figura 10A. RM que mostra um área de necrose no corpo do astrágalo. O paciente de 14 anos toma corticoides por uma doença reumatológica. Para revascularizar a zona de necrose, o Dr Soldado implantou um retalho de periósteo vascularizado procedente do primeiro metatársico.

 

CMI

Figura 10B. Nestas imagens mostra-se o bom resultado da técnica. O astrágalo não se colapsou, o movimento do tornozelo recuperou-se e o SPECT TC demostra a revascularização do astrágalo.
 

A paralisia braquial obstétrica - Displasia do ombro
Causas, mecanismos e lesões na PBO
Risco de PBO. Provas necessárias
Tratamento da PBO (Cirurgia, Fisioterapia)
Problemas de ombro de uma criança com PBO
Prevenção e Risco de CRIO e DGU
Diagnóstico e tratamento da Displasia do Ombro
Que profissional necessita o meu bebé?
Experiencia do Dr. Soldado
Malformações
Polgar curto ou ausente: hipoplasia do polegar
Pulso desviado: Mão bota radial e cubital
Dedos curtos: Braquidactilia, Simbraquidactilia, Síndrome da Brida Amniótica.
Menos dedos: Mão dividida e mão bota cubital
Dedos ou polegar extra: Polidactilia
Dedos unidos ou Sindactilia
Paralisia cerebral - Hemiparesia espástica
Definição, generalidades e avaliação de paralisia cerebral
Problemas no membro superior de crianças com hemiparesia espática
Tratamento não cirúrgico da hemiparesia espástica
O membro superior na paralisia cerebral com tetraparesia espástica
Tratamento cirúrgico da hemiparesia espástica
Microcirurgia
Microcirurgía vascular pediátrica: generalidades
Reconstrução de perdas ósseas I: Transferência de perónio vascularizado
Reconstrução de perdas ósseas II: Transferência de periósteo de perónio vascularizado
Não-união ou pseudo-artrose recalcitrante de osso
Revascularização de osso (osteonecrose, necrose asséptica)
Reconstrução de articulações. Transferência de epífises e cartilagem de crescimento vascularizada do perónio
Reimplantes e revascularizações
Transferência de músculo funcional (vascularizado e inervado)
Cobertura de perdas de pele
Fracturas - Feridas
Generalidades das fracturas
Fracturas típicas do osso na criança
Tratamento das fracturas na criança: generalidades
Classificação e tratamento das fracturas na placa de crescimento
Fracturas da cintura escapular, ombro e braço da criança
Fracturas do cotovelo da criança
Fracturas do antebraço e punho da criança
Fracturas da mão da criança
Feridas do membro superior da criança
Francisco Soldado
Vídeos Doutor Francisco Soldado
CV
Publicações
Apoio à Pesquisa
Casos conhecidos como o seu
Cooperación internacional: Misiones quirúrgicas
Enlaces Médicos
© 2001-2019 Francisco Soldado.Política de PrivacidadeAviso LegalPolítica da Qualidade Website by