Mapa do Site

Paralisia cerebral - Hemiparesia espástica

Como em outros problemas neurológicos da mão ou extremidade superior da criança, costuma existir uma visão niilista dos benefícios do tratamento. Com uma adequada avaliação do paciente, com o tratamento cirúrgico e não cirúrgico, podemos melhorar não apenas a função mas também a autoestima da criança a melhorar a posição no espaço do membro.

Alguns pontos relevantes deste problema são:
 

  • A paralisia cerebral é cada vez mais frequente em países desenvolvidos devido ao aumento da sobrevivência de crianças prematuras.
  • É definida como a presença de problemas de movimento (motores) devidos a uma lesão no cérebro imaturo. Associam-se a problemas de sensibilidade (tacto) e cognitivos (inteligência).
  • A extremidade superior requere uma abordagem multidisciplinar liderada pelo cirurgião ortopedista e o terapeuta ocupacional.
  • Os tratamentos no cirúrgicos (terapia ocupacional, fisioterapia e toxina botulínica) são fundamentais.
  • Devido à heterogeneidade ou variabilidade da forma como afecta o paciente, é importante una avaliação repetida do paciente.
  • A cirurgia da extremidade superior na hemiparesia espastica, se é indicada, tem como objectivo ser um tratamento definitivo para aumentar a função. Está indicada a partir dos 6-8 anos.
  • A cirurgia da extremidade superior na tetraparesia espástica costuma ter como objectivo facilitar os cuidados do paciente.
     
A paralisia braquial obstétrica/Displasia do ombro
Causas, mecanismos e lesões na PBO
Risco de PBO. Provas necessárias
Tratamento da PBO (Cirurgia, Fisioterapia)
Problemas de ombro de uma criança com PBO
Prevenção e Risco de CRIO e DGU
Diagnóstico e tratamento da Displasia do Ombro
Que profissional necessita o meu bebé?
Experiencia do Dr. Soldado
Malformações
Polgar curto ou ausente: hipoplasia do polegar
Pulso desviado: Mão bota radial e cubital
Dedos curtos: Braquidactilia, Simbraquidactilia, Síndrome da Brida Amniótica.
Menos dedos: Mão dividida e mão bota cubital
Dedos ou polegar extra: Polidactilia
Dedos unidos ou Sindactilia
Paralisia cerebral - Hemiparesia espástica
Definição, generalidades e avaliação de paralisia cerebral
Problemas no membro superior de crianças com hemiparesia espática
Tratamento não cirúrgico da hemiparesia espástica
O membro superior na paralisia cerebral com tetraparesia espástica
Tratamento cirúrgico da hemiparesia espástica
Microcirurgia
Microcirurgía vascular pediátrica: generalidades
Reconstrução de perdas ósseas I: Transferência de perónio vascularizado
Reconstrução de perdas ósseas II: Transferência de periósteo de perónio vascularizado
Não-união ou pseudo-artrose recalcitrante de osso
Revascularização de osso (osteonecrose, necrose asséptica)
Reconstrução de articulações. Transferência de epífises e cartilagem de crescimento vascularizada do perónio
Reimplantes e revascularizações
Transferência de músculo funcional (vascularizado e inervado)
Cobertura de perdas de pele
Fracturas - Feridas
Generalidades das fracturas
Fracturas típicas do osso na criança
Tratamento das fracturas na criança: generalidades
Classificação e tratamento das fracturas na placa de crescimento
Fracturas da cintura escapular, ombro e braço da criança
Fracturas do cotovelo da criança
Fracturas do antebraço e punho da criança
Fracturas da mão da criança
Feridas do membro superior da criança
Francisco Soldado
CV
Publicações
Apoio à Pesquisa
Casos conhecidos como o seu
Cooperación internacional: Misiones quirúrgicas
Enlaces Médicos
© 2014 Francisco SoldadoPolítica de PrivacidadeAviso LegalPolítica da Qualidade Website by